Escritor carioca, o “romancista da Primeira República”, como é hoje considerado, foi um crítico severo da vida nesse período, retratada com sarcasmo em sua obra. Nela, expôs a mediocridade da…

Em 18 de janeiro de 1921, Austregésilo de Athayde publicou no jornal carioca A Tribuna esta carta aberta a Lima Barreto, na qual estabelece diferenças entre o estilo deste escritor e o de Machado de Assis. A resposta de Lima Barreto, escrita no dia seguinte, seria publicada vinte anos depois na Revista do Brasil.

Mestre Lima Barreto, Consinta que lhe mande, publicamente, esta carta de lou­vor ao seu último livro. Desacostumado a ver obra de mérito nos trabalhos literários que se têm publicado nesta…

Em 18 de janeiro de 1921, Austregésilo de Athayde publicara no jornal carioca A Tribuna uma carta aberta a Lima Barreto, na qual, entre elogios, procurava estabelecer diferenças entre a obra dele e a de Machado de Assis. Esta é a resposta de Lima Barreto, escrita no dia seguinte e publicada vinte anos depois na Revista do Brasil.

Todos os Santos [Rio de Janeiro], 19 de janeiro de 1921

…etc. etc. Lima Barreto Major Mascarenhas, 26. Todos os Santos. Lima Barreto. Um longo sonho de futuro: diários, cartas, entrevistas e confissões dispersas. Rio de Janeiro: Graphia, 1998, pp. 284-285….

O aumento da repressão provocado pelo AI-5 em 1968 fez com que a correspondência do pensador Alceu Amoroso Lima com sua filha Maria Teresa, madre no mosteiro de Santa Maria, em São Paulo, se tornasse cada vez mais indignada com a posição de amigos e da imprensa diante do regime militar instaurado em 1964. “Como você vê, não vejo nenhuma janela próxima por onde se possa respirar”, escreve nesta carta, no momento em que o país vivia sob a presidência de Arthur da Costa e Silva.

Petrópolis, 9 de fevereiro de 1969

…altos interes­ses nacionais. É de chorar com Gregório de Matos. […][3] Ciao P. Alceu Amoroso Lima. Diário de um ano de trevas: cartas de Alceu Amoroso Lima para sua filha…

Pensador católico, ficou conhecido com o pseudônimo Tristão de Athayde, que adotou em 1919 ao iniciar-se como crítico em O Jornal. Conservador a princípio, assumiu pensamento progressista na forte oposição…