O cotidiano de Luiz Carlos Prestes na prisão pode ser conhecido nesta e em outras cartas graças à campanha para libertação dos presos políticos, liderada por sua mãe, Leocadia Prestes, que teve ganhos importantes como a permissão para se corresponder com o filho. Lendo esta carta, é possível, hoje, saber das aflições e saudades do líder comunista, que seria solto apenas em 1945 com a anistia.

Rio [de Janeiro], 28 de dezembro de 1937

Minha querida mamãe,

Se receberes estas linhas, como espero, a tua alegria será tão grande quanto a minha, desde ontem. Imagina tu, querida mãe, que as tuas cartas me estão sendo novamente entregues e tudo me faz crer que, afinal, se restabelece a regularidade de nossa correspondência. No dia 22 recebi as tuas linhas de […]

Filho da estilista Zuzu Angel e integrante do MR-8, Stuart Angel foi preso, torturado e assassinado por militares da Aeronáutica em 14 de maio de 1971. Seu desaparecimento levou Zuzu a iniciar campanha contra o regime militar, que incluía bilhetes como este enviado a Marieta Severo e Chico Buarque. Uma semana antes de sua morte, no dia 14 de abril de 1976, entregou a amigos, mais uma vez a Chico e Marieta, declaração em que denunciava o risco que corria. A história virou enredo do filme Zuzu Angel, de Sérgio Rezende, com Patrícia Pillar no papel da estilista.

Rio [de Janeiro], 13 de maio de 1973

Marieta e Chico,

Amanhã, dia 14 de maio, completam dois anos que meu filho Stuart Angel foi assassinado pelo governo brasileiro. Depois de barbaramente torturado foi amarrado a um jeep da Aeronáutica e arrastado. Não me entregaram o corpo.

Zuzu Angel


Declaração

Rio […]

Integrante do grupo MR-8, que travou luta armada contra o regime militar, o estudante Stuart Angel, filho da estilista Zuzu Angel, tinha apenas 25 anos quando foi preso, torturado e assassinado por militares da Aeronáutica no dia 14 de maio de 1971. Três meses depois, Zuzu escreveu esta carta à mulher de um general, Terezinha. Stuart estava morto, mas ainda tido como desaparecido pela família.

Rio de Janeiro, 17 de agosto de 1971

Terezinha,

Agradeço a sua bem-intencionada carta, mas gostaria que você compreendesse que a sua expressão – “Todos vão para lá, não interessa o que tenham feito ou como tenham vivido” – me magoou e feriu profundamente.

Quero que você saiba que nem ao menos tenho certeza se meu filho está morto, pois não me entregaram […]

O aumento da repressão provocado pelo AI-5 em 1968 fez com que a correspondência do pensador Alceu Amoroso Lima com sua filha Maria Teresa, madre no mosteiro de Santa Maria, em São Paulo, se tornasse cada vez mais indignada com a posição de amigos e da imprensa diante do regime militar instaurado em 1964. “Como você vê, não vejo nenhuma janela próxima por onde se possa respirar”, escreve nesta carta, no momento em que o país vivia sob a presidência de Arthur da Costa e Silva.

Petrópolis, 9 de fevereiro de 1969

Já quase meio-dia. Leitura descansada dos jornais, embora estes continuem a apresentar o aspeto melancólico e, sobre­tudo, o Correio da Manhã, de uma imprensa autoamordaçada pelo militotalitarismo que é, agora, o regime a que estamos submetidos desde o trágico dia 13 de dezembro de 1968, em que se consumou – por tempo indefinido – a […]

Protagonistas de uma história de amor e de política, Olga Benário Prestes e Luiz Carlos Prestes casaram-se e continuaram a cumprir a missão da Internacional Comunista no Rio de Janeiro. Presa e depois extradita para a Alemanha, Olga deu à luz Anita Leocádia numa prisão em Berlim. De lá, escreveu esta carta ao marido, preso no Rio, dando notícias de Pom-Pom, apelido da filha, que seria libertada em 1938.

Berlim, 9 de agosto de 1937

Carlos, meu querido,

Conforme o prometido, quero escrever-te. Inicialmente, desejo falar-te da permissão que obtive para conversar com a madame Ewert.[1] Por fim as administrações cederam às mesmas solicitações repetidas e, assim, pude revê-la pela primeira vez após dez meses e mostrar-lhe nossa filhinha. Compreenderás que, após todos os sofrimentos comuns, eu a […]