Protagonistas de uma história de amor e de política, Olga Benário Prestes e Luiz Carlos Prestes casaram-se e continuaram a cumprir a missão da Internacional Comunista no Rio de Janeiro. Presa e depois extradita para a Alemanha, Olga deu à luz Anita Leocádia numa prisão em Berlim. De lá, escreveu esta carta ao marido, preso no Rio, dando notícias de Pom-Pom, apelido da filha, que seria libertada em 1938.

Berlim, 9 de agosto de 1937

…Com isto, chega por hoje da pequena Anita Leocádia. Como fiquei feliz ao saber pela Lygia que não te encontras mais na Polícia Especial.[3] Conheço a Casa de Correção. Estás…

O cotidiano de Luiz Carlos Prestes na prisão pode ser conhecido nesta e em outras cartas graças à campanha para libertação dos presos políticos, liderada por sua mãe, Leocadia Prestes, que teve ganhos importantes como a permissão para se corresponder com o filho. Lendo esta carta, é possível, hoje, saber das aflições e saudades do líder comunista, que seria solto apenas em 1945 com a anistia.

Rio [de Janeiro], 28 de dezembro de 1937

…carinho o filho que não te esquece Luiz Carlos Anos tormentosos: Luiz Carlos Prestes: correspondência da prisão (1936-1945). Organização de Anita Leocadia e Lygia Prestes. Rio de Janeiro: Arquivo Público…

Em 1868, Castro Alves viajou para o Rio de Janeiro com a atriz Eugênia Câmara, por quem se apaixonara no Recife. Fora recomendado a José de Alencar, que, nesta carta, publicada no Correio Mercantil em 22 de fevereiro, apresenta o poeta de “O navio negreiro” a Machado de Assis.

Tijuca [Rio de Janeiro], 18 de fevereiro de 1868

…[Henrique César] Múzio, Joaquim Serra, [Fagundes] Varela, Rosendo Moniz,[1] e tantos outros!… Entre estes, por que não lembrarei o nome de Leonel de Alencar, a quem o destino fez ave…

Depois de se formar bacharel no Colégio Pedro II, do Rio de Janeiro, o poeta Álvares de Azevedo voltou para a cidade natal, São Paulo, a fim de estudar Direito. Nesta carta, escrita pouco depois de seu ingresso na faculdade, cria toda a atmosfera sombria que desenvolveria na peça Macário, de 1852. A descrição que faz aqui das ruínas vistas durante um passeio noturno em direção à cidade litorânea de Santos é muito semelhante à da peça.

São Paulo, 20 de julho de 1848

…a essas ruínas. Elas também aparecem no conto “Ruínas da Glória”, de Fagundes Varela. [3] N.E.: “Quadras da minha vida, VI”. Primeiros cantos. Rio de Janeiro: Laemmert, 1846, p. 218….

No dia 5 de março de 1936, no Rio de Janeiro, Luiz Carlos Prestes, líder do movimento antifascista de 1935, e sua mulher, Olga Benário Prestes, foram encarcerados. De Paris, a mãe do revolucionário encabeçou um movimento de libertação dos presos políticos no Brasil. A iniciativa, bem-sucedida, possibilitou sua comunicação com o filho, por correspondência, e, dois anos depois, a libertação da neta, Anita Leocádia, nascida numa prisão da Alemanha para onde Olga fora deportada.  

Paris, 31 de julho de 1937

…te beija com infinitas saudades Leocadia Anos tormentosos: Luiz Carlos Prestes: correspondência da prisão (1936-1945). Organização de Anita Leocádia e Lygia Prestes. Rio de Janeiro: Arquivo Público do Estado do…