Monteiro Lobato casou-se com Maria Pureza da Natividade, que ele chamava de Purezinha, em 28 de março de 1908 e com ela teve quatro filhos: Marta, Edgar, Guilherme e Rute. Os dois filhos homens morreram ainda na juventude, como mostra esta carta escrita depois da morte do segundo.

São Paulo, 20 de fevereiro de 1943

Rangel, Pois é. Perdi o meu segundo filho, o Edgard, um menino de ouro, tal qual o Guilherme. Impossível filhos melhores que os meus, e talvez por isso foram chamados…