Luís Martins publicara em O Estado de S. Paulo crônica escrita em Paris, na qual revela encantamento com a cantora Suzy Solidor, homenageada na Maison de l’Amérique Latine. Esta carta revela que o texto de Martins despertou ciúmes em sua mulher, a pintora Tarsila do Amaral, que ficara em São Paulo.

São Paulo, 20 de dezembro de 1950

…N.E.: Refere-se ao famoso “clubinho”, localizado no subsolo do Instituto dos Arquitetos do Brasil, na rua Bento Freitas, em São Paulo, frequentado por artistas, intelectuais e prostitutas da região. [4]…