Em seu famoso ensaio A arte da ficção, publicado na revista Longman’s em 1884, Henry James reclamava de certa ingenuidade do romance inglês. Em tom de provocação, ele diagnosticava na cena literária o sentimento generalizado de que  “um romance é um romance, assim como um pudim é um pudim, e ponto final”. Criticava a ausência de […]

Consta que este cartão, impresso no início do século XX, foi encontrado na biblioteca do escritor gaúcho Othello Rodrigues Rosa (1889-1956), hoje abrigada no Instituto Histórico Geográfico do Rio Grande do Sul.

Nascido no final do século anterior, não é impossível que, no fervor da juventude, este Othello brasileiro o tenha enviado a alguém. Se […]

A Carta (La Lettre), do português Manoel de Oliveira, é uma adaptação para os dias atuais de um célebre romance de Madame de La Fayette, A Princesa de Clèves (La Princesse de Clèves), publicado pela primeira vez em 1678, de forma anônima. Assumindo plenamente o anacronismo de seu gesto de adaptação, Manoel de Oliveira o […]

Em novembro de 1968, dez anos após sua primeira visita ao Brasil, a rainha Elizabeth II voltava ao nosso país, e o compositor e violonista Baden Powell foi convidado pela Embaixada Britânica, no Rio de Janeiro, para tocar na recepção oficial a Sua Majestade. No livro O violão vadio de Baden Powell, de Dominique Dreyfus, […]