Nem mesmo quem privou da intimidade de Nise da Silveira podia imaginar a extensão de seu talento na arte de seduzir. Mas podia desconfiar do fascínio que ela, com muita naturalidade, exercia sobre homens e mulheres, curvados à sua inteligência e graça.

O acadêmico Marco Lucchesi, que no início da década de 1990 era poeta […]

Gilberto Freyre e Manuel Bandeira não se conheciam pessoalmente quando, em 1925, o primeiro encomendou ao conterrâneo um poema para o Livro do Nordeste. A obra, que Freyre organizava e para a qual pinçava colaborações de pernambucanos os mais talentosos, marcava o centenário do Diário de Pernambuco.

Ainda que achasse a experiência estranha – nunca […]

Em seu famoso ensaio A arte da ficção, publicado na revista Longman’s em 1884, Henry James reclamava de certa ingenuidade do romance inglês. Em tom de provocação, ele diagnosticava na cena literária o sentimento generalizado de que  “um romance é um romance, assim como um pudim é um pudim, e ponto final”. Criticava a ausência de […]

Consta que este cartão, impresso no início do século XX, foi encontrado na biblioteca do escritor gaúcho Othello Rodrigues Rosa (1889-1956), hoje abrigada no Instituto Histórico Geográfico do Rio Grande do Sul.

Nascido no final do século anterior, não é impossível que, no fervor da juventude, este Othello brasileiro o tenha enviado a alguém. Se […]